LIFE 10 NAT/ES/000582
Animal Silvestrizado: espécime de animais de origem doméstica, que se move em liberdade na natureza, e cujo ciclo de vida ou parte dela está à margem da intervenção humana.

Planta Silvestrizada: espécime vegetal que cresce selvagem, mas procede de sementes ou outro tipo de propágulo de planta cultivada de estrirpe doméstica.

Animais de estimação: animais domésticos que as pessoas mantem geralmente em casa para companhia, por pertencerem a espécies que cria e posssui de forma tradicional e habitual, para viver de forma doméstica em casa, bem como de guia a cegos e deficientes visuais grandes ou grave.

Animais domésticos:
aqueles animais pertencentes a espécies que habitualmente se criam, reproduzem e vivem com pessoas e que não pertencem à fauna selvagem, considerando também os animais criados para produção de carne, pele ou qualquer outro produto  útil para o ser humano,  animais de carga e aqueles que trabalham na agricultura.

Animal de estimação exótico:
animal da fauna salvajem não autóctone que de maneira individual depende dos humanos, convive com eles e assumiu costumes de cativeiro.

Espécie nativa ou autótone:
a existente dentro de sua área de distribuição e de dispersão natural.

Espécie exótica ou alótone:
refere-se a espécies, subespécies ou taxonomias, incluindo as suas partes, gametas, sementes, ovos ou propágulos que poderiam sobreviver ou reproduzir, introduzida fora de sua área de distribuição natural e da sua área potencial de dispersão, que não poderia ocupar sem a introduçaõ direta ou indireta, ou sem o cuidado do homem.

Espécie exótica com potencial invasor:
espécie exótica que poderia converter-se em invasora no nosso território, e em especial aquela que demonstra esse carácter noutros países ou regiões de condicionantes ecológicas semelhantes.

Espécie exótica invasora:
espécie exótica que se introduz ou estabelece num ecossistema ou habitat natural ou semi natural, e que é um agente de alteração e ameaça para a diversidade biológica nativa, seja pelo seu comportamento invasor, ou pelo risco de contaminação genética.

Introdução:
deslocação ou movimento de uma espécie fora de sua área de distribuição natural, gerado por ação humana direta ou indireta.

Invasão:
ação de uma espécie invasora debido ao crescimento e expansão da sua população, começando a produzir efeitos negativos nos ecossistemas onde se introduziu.

Controlo:
a ação da autoridade competente ou autorizada ou supervisionada por esta, destinada a reduzir a área de distribuição, limitar a abundância e densidade ou impedir a dispersão de uma espécie exótica invasora.

Erradicação:
processo tendente à eliminação de toda a população de uma espécie.

Fomento: conjunto de medidas adotadas no meio natural com o fim de incrementar a distribuição de uma espécie, e no caso de ilhas a sua população, e que vão dirigidas à manutenção, conservação ou recuperação das suas populações ou habitats, incluido os reforços.

Híbrido:
o exemplar procedente do cruzmento reprodutivo de exemplares de espécies diferentes.
»»» Voltar para homepage
© Créditos
fotográficos

Beneficiario Coordinador
Cofinanciador
Beneficiario Asociados
Colaboradores
invasep@gmail.com
invasep@gobex.es
Tfno:  924 93 01 03
© 2012 Consejería de Agricultura, Desarrollo Rural, Medio Ambiente y Energía
DG Medio Ambiente - GPEX
Com a contribuição do instrumento financeiro LIFE da União Europeia
Portal INVASEP en castellano
Portal INVASEP en portugués
Outras línguas
“Luta contra as espécies invasoras nas bacias hidrográficas dos rios Tejo e Guadiana na península ibérica”
Volver a la página de inicio del LIFE+ INVASEP